Selecione uma localidade

Resultados positivos e nova casa do São Paulo Boat Show agradam expositores


A 19ª edição do São Paulo Boat Show terminou nesta terça-feira, 11, na capital paulista, e reuniu no São Paulo Expo novidades do setor náutico e de luxo. O evento contabilizou a venda de cerca de 250 embarcações nesses seis dias de realização. Os negócios gerados no salão continuam se efetivando em até 40 dias após o término do mesmo. Esse período pós-feira fecha, em média, mais 50% das negociações geradas durante o evento.

“As vendas superaram em 15% as expectativas que tínhamos para este ano e o resultado de público foi muito positivo. A nova localização, no começo da Rodovia dos Imigrantes, agradou expositores e visitantes, que têm acesso por diversas vias (está a cerca de 10 minutos do Aeroporto de Congonhas e do Rodoanel Mário Covas e está a 750 metros da estação de metrô Jabaquara). A buzina, que toca a cada venda fechada, ressoou no salão muitas vezes e o setor notou que o tema ‘crise’ deixou de ser a pauta do dia. Voltou a estar em questão, na hora de fechar a compra, a embarcação em si”, comenta Ernani Paciornik, organizador do evento.

Foram 150 barcos em exposição para o público conhecer as instalações internas e externas. Os estaleiros adaptaram os barcos para o público brasileiro com churrasqueira e espaço gourmet dentro das lanchas e facilitaram o pagamento, com opções de desconto e financiamento. Entre os 100 expositores, ainda estavam jets, infláveis, caiaques, acessórios e equipamentos para esportes náuticos.

Assim, os 36 mil visitantes que passaram pelo evento viram desde lanchas para passeio e pesca até barcos de 76 pés, que são verdadeiras mansões flutuantes. Além do sucesso de visitação, os expositores foram unânimes ao exaltar a qualificação do público da edição 2016 do evento.

PADI Dive Festival

Pelo segundo ano consecutivo, os visitantes do São Paulo Boat Show tiveram acesso ao PADI Dive Festival, o maior e mais completo evento de mergulho da América Latina, que aconteceu simultaneamente ao salão.  A atração apresentou o que há de mais moderno no mercado do setor e contou com palestras de profissionais do mergulho, turismo, ecologia, biologia, entre outros. Foi o ponto de encontro certo para quem buscava tudo para seu próximo destino de viagem.

Espaço dos Desejos

O Espaço dos Desejos é um ambiente de requinte e glamour dentro do evento, com exposição e demonstração de diversos produtos dos sonhos.

Nesta edição, o público conferiu de perto os mais cobiçados lançamentos do mercado de luxo, como automóveis, eletrônicos, óculos, motos, bicicletas e serviços personalizados, que mostram que elegância e inovação navegam juntos com os barcos de ponta do mundo náutico.

Participaram do evento: Volkswagen, Bentley, Kia, Helibras, Lamborguini, Vespa, Gocycle, Ótica Miguel Giannini, Faber-Castell, Mais Estética e Laser, Vaio e Belmond Trains and Cruises. A Pirelli montou um verdadeiro simulador de Fórmula 1 para os amantes de corridas e os aficionados por barcos vintage puderam conferir a mostra Tesouros Náuticos, que apresentou todo o charme de embarcações das décadas de 40, 50, 60 e 70.

Palavra dos Expositores

Segundo Rodrigo Loureiro, gerente de marketing da Schaefer, o São Paulo Boat Show deste ano superou as expectativas de negócios da empresa, com aumento de 50% nas vendas em relação ao ano passado: “o sofisticado modelo de 56 pés foi um dos mais visitados pelo público e sua boa aceitação se deve, entre outros atrativos, à suíte meia-nau. No geral, as vendas foram equilibradas entre todas as embarcações expostas na feira e efetivamos bons negócios”.

“A participação foi um sucesso, 25% a mais em negócios em relação ao salão náutico paulista no ano anterior. Durante o evento, foram efetivadas quatro vendas e outras negociações estão em andamento. Cerca de mil pessoas passaram pelo estande da Azimut Yachts durante o São Paulo Boat Show 2016”, comentou o diretor comercial da Azimut Yachts, Francesco Caputo.

“Neste ano, ficamos surpresos com as vendas de pequenas e médias embarcações, entre 18 e 26,5 pés, com preços que variam de R$ 70 mil a R$ 230 mil. Com perfil ousado, muitos destes compradores são estreantes no setor náutico. Os negócios pós-feira, até o final do mês de outubro, devem elevar mais 30% o volume de negócios da empresa”, conta Thibúrcio Neto, proprietário da FS Yachts. Ele diz que o estado de São Paulo ainda concentra 80% dos compradores de pequenas e médias embarcações e destaca que o diferencial deste ano foi a procura por barcos para represa e rios.

A venda de 26 unidades durante o São Paulo Boat Show foi comemorada pela Cimitarra. “O público ficou impressionado com a Cimitarra 76 pés, a maior embarcação exposta neste São Paulo Boat Show, ao preço de R$ 9 milhões. Vendemos três unidades dela. Também foram comercializadas duas unidades da Cimitarra 640 e vendemos mais 21 unidades das lanchas de 36 (líder em vendas), 44, 52 e 56 pés. A expectativa é aumentar o volume de negócios pós-feira em 30%”.

Barbara Martendal Yamamoto, gerente comercial e marketing da Fibrafort, afirma que os negócios na feira estão dentro das expectativas da empresa e os números ficarão ainda mais atraentes nas próximas três semanas, quando as transações geradas no salão deverão ser efetivadas: “um dos destaques de venda da empresa durante o São Paulo Boat Show foi a menor lancha da categoria, a Focker 160 (16 pés), vendida a R$ 39.900,00, preço similar ao de um carro popular. A empresa também comemora a liderança em vendas do F-400 Gran coupé, lançado em 2015, que entregará 31 unidades até dezembro deste ano”.

“Tivemos um bom resultado no SPBS, com nove modelos expostos de três linhas: Triton Yachts, Armatti Yachts e Fishing Raptor. Grandes destaques para os lançamentos Triton 440 Fly e Armatti 350 Grand Cabrio. Foram estabelecidos vários contatos comerciais que serão trabalhados nos próximos meses e fechamos um bom número de vendas, com predominância de barcos acima de 33 pés”, Allan Cequellero, diretor do Triton Group.

Informação Divulgação