Selecione uma localidade

Quando falta combustível


Falta de combustivel nos postos de gasolina! Seria então uma crise? estado de sítio? guerra? Não, apenas um momento de aprendizagem e reflexão para aqueles que sobem em uma embarcação.

Esta semana vivemos momentos de escassez de combustível  em todo o Brasil. Algo que estava sob controle e tranquilo uma semana antes, se tornou repentinamente um caos.

Nós que temos embarcações devemos nos lembrar que isto é algo muito mais perigoso no mar ou mesmo em águas abrigadas, que possamos pensar. Muitas vezes fazemos nosso planejamento de rota (derrota) considerando pontos de abastecimento de água, suprimentos e combustível que estejam dentro deste planejamento. 

Por vezes somos surpreendidos pelo horário de abertura ou fechamento dos locais, ou mesmo por outros fatores como escuridão, no caso de chegarmos a noite e não conhecermos bem o local. Outros fatores como feriados locais podem também ser um elemento surpresa, você chega ao final da tarde em outro município com todo glamur da travessia, e quando chega nos locais para abastecimento... Aniversário da cidade! E o pior, é um sábado, então somente na segunda-feira que o comércio estará aberto. 

Na região de Ubatuba por exemplo os navegantes sabem que quarta-feira é o "domingo" da beira-mar. Saco da Ribeira e tantos outros locais fecham na quarta. Assim cada local tem suas características. 

Outro tema bem controverso para refletirmos acerca do Diesel Verana ou aditivado ou ainda gasolina aditivada. Nem todos os postos dispõe destes combustíveis e em situações atípicas pode ser que estejam em falta nos poucos lugares que são vendidos.

Para quem navega, mais do que um bom combustível, acredito que uma embarcação devidamente suprida de água potável e alimentos, deve dar maior importância a um sistema de fundeio. Quando no mar, a falta de combustível deve ser uma variável na navegação. Não que façamos planos pensando na possibilidade de faltar combustível, mas certamente a falta de combustível, por greve, feriado, mau tempo, vazamento ou qualquer outro fator não pode colocar em risco a vida dos embarcados.

Por isso, acredito que esta crise de combustível tenha sido melhor contornada por navegadores, por homens do mar, que dão maior atenção a vida que ao líquido que estoura nos pistões dos motores de nossas embarcações mundo afora!

Crônica